Página do Projecto RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal)

Nota à navegação com tecnologias de apoio: nesta página encontra 3 elementos principais: menu principal (tecla de atalho 1); menu de acções RCAAP (tecla de atalho 2) e conteúdo principal (tecla de atalho 3).

Notícias | RCAAP - Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal

Call 7 - Repositórios para SARI

Informam-se todas as instituições do sistema científico e de ensino superior nacional que, de 29 de Agosto a 19 de Setembro de 2011, se encontra aberta a sétima CALL para apresentação de candidaturas para a criação de repositório institucional em regime de SARI (Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais) do projecto RCAAP (Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal).

O SARI destina-se a ser utilizado, gratuitamente, por qualquer das instituições do sistema científico e do ensino superior para alojamento do seu repositório com individualização de identidade corporativa própria. O SARI oferece o conjunto de serviços associados ao alojamento dos repositórios, como a gestão e manutenção da infra-estrutura (equipamentos e aplicações necessárias ao funcionamento do repositório), garantindo a sua disponibilidade e funcionalidade para as instituições, cópias de segurança dos conteúdos depositados nos repositórios, serviço de apoio (helpdesk) à utilização da infra-estrutura, etc.

A operação e manutenção da infra-estrutura é da responsabilidade da equipa do projecto RCAAP. Mas a operação e gestão de cada repositório é da responsabilidade da instituição a que está associado. Nesse sentido, no processo de adesão ao serviço SARI para além de apoio à configuração inicial, as instituições recebem também formação básica para gestores e administradores de repositórios.

As instituições que estejam interessadas em alojar os seus repositórios institucionais no serviço SARI deverão, até ao dia 19 de Setembro de 2011, comunicar esse interesse enviando uma mensagem de correio electrónico para o endereço info @ rcaap.pt, com os seguintes elementos:
1 – Nome da instituição;
2 – Breve caracterização da instituição - 1 a 2 páginas com informação relevante sobre a instituição, nomeadamente: número de docentes/investigadores, dimensão aproximada da produção científica em 2010 – nº de artigos em revistas, nº de teses e dissertações, nº de comunicações em conferências, etc. -, número de artigos indexados em cada um dos três anos anteriores à candidatura nas bases referenciais Wok e no Scopus, principais áreas científicas, existência de repositório(s) ou sistema(s) de informação semelhantes na instituição, e quaisquer outros elementos considerados importantes;
3 – Identificação e contactos do responsável institucional pelo projecto de alojamento

Da análise das manifestações de interesse resultará a selecção de 2 (duas) candidaturas para passarem a integrar o serviço SARI.
Serão considerados dois critérios de elegibilidade:

1) o histórico de produção
2) o número de documentos disponíveis para depósito.

O primeiro critério determina que a instituição candidata tenha X ou mais artigos indexados numa base referencial de referência (Scopus ou Wok) num dos três anos que antecedem a candidatura.

O segundo critério requer que as instituições candidatas cumpram com os valores mínimos de documentos para constituição do SARI. Para o efeito são fornecidas duas alternativas: a) a instituição possuiu Z documentos para depósito imediato;
b) a instituição depositou Y documentos no repositório comum ou num repositório local nos últimos 12 (doze) meses.

Os valores de referência para X, Z e Y são, respectivamente 25, 500 e 200.

Em síntese são considerados critérios essenciais os seguintes:
1. Histórico de produção: média > X artigos/ano (indexados em fontes de referência)
2. Valores mínimos (threshold):
a) Z documentos disponíveis para depósito (SARI imediato);
b) Y documentos em RI (local ou comum) em 12 meses; ou

A candidatura é considerada elegível se se verificar o critério 1 e ainda se se cumprir um das alíneas do critério 2.

No processo de selecção serão ainda considerados factores como a tipologia, dimensão e localização geográfica procurando-se garantir alguma diversidade nas instituições seleccionadas.
Os resultados serão comunicados a todas as instituições que apresentem manifestações de interesse. As instituições que não sejam seleccionadas nesta fase ficarão desde já numa bolsa de candidatos que integrará a próxima fase de manifestações de interesse, para a selecção de mais instituições, que previsivelmente ocorrerá durante o próximo semestre.
Para qualquer informação ou esclarecimento adicional deverão contactar o projecto RCAAP através do endereço info @ rcaap.pt.