Página do Projecto RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal)

Nota à navegação com tecnologias de apoio: nesta página encontra 3 elementos principais: menu principal (tecla de atalho 1); menu de acções RCAAP (tecla de atalho 2) e conteúdo principal (tecla de atalho 3).

O processo de Auto-arquivo - como Auto-arquivar documentos | RCAAP - Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal

O processo de auto-arquivo

  • PDF
  • E-mail

O auto-arquivo implica a iniciativa individual dos utilizadores / autores em arquivar os seus trabalhos científicos numa plataforma online. O processo de auto-arquivo no contexto dos repositórios institucionais, envolve um conjunto de passos simples relacionados com a descrição e envio do trabalho.

No contexto dos repositórios integrados no SARI (Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais), o processo de auto-arquivo segue os seguintes passos:

processo de auto-arquivo

Desejavelmente as publicações depositadas nos repositórios deverão ficar imediatamente disponíveis em acesso aberto. No entanto, no processo de depósito os autores podem definir diferentes tipos de acesso (acesso restrito ou acesso embargado por um determinado período de tempo) de acordo com eventuais restrições determinadas pelas regras de direitos de autor que se apliquem. Em caso de dúvidas, os autores podem recorrer ao serviço de apoio aos direitos de autor.

Usualmente, o processo de depósito requer a aceitação de uma licença de distribuição não exclusiva que permite a disponibilização da sua produção científica com respeito pelos direitos de autor.

O seu repositório poderá ter uma política ou mandato de auto-arquivo. Informe-se sobre esse assunto junto do administrador do repositório.

  • Google Bookmarks
  • Twitter
  • Windows Live
  • Facebook
  • deli.cio.us
  • Digg